Tag: trechos de livros (página 1 de 7)

“Já não existem baús ou só existem baús vazios, esvaziados, sem anéis, sem mechas de cabelo, sem cartas bem dobradas prestes a se rasgar, sem fotos em sépia. A vida é um enorme álbum no qual é possível construir um passado instantâneo, de cores vivas e definitivas.”

 

Alejandro Zambra em A Vida Privada das Árvores

“É difícil perder-se. É tão difícil que provavelmente arrumarei depressa um modo de me achar, mesmo que achar-me seja de novo a mentira de que vivo.”

 

Clarice Lispector em A Paixão Segundo G.H.

“Não acho que se possa definir o estilo conscientemente, tanto quanto ninguém pode definir a cor dos próprios olhos. Afinal, seu estilo é você. No fim das contas, a personalidade de um escritor tem muito a ver com a sua obra. A personalidade tem que estar humanamente lá. Personalidade é uma palavra desvalorizada, eu sei; mas exprime o que quero dizer. A humanidade individual do escritor, sua palavra ou seu gesto diante do mundo, tem que aparecer quase como um personagem que entra em contato com o leitor. Se a personalidade é vaga, ou confusa, ou meramente literária, ça ne va pas.”

 

Truman Capote em As Entrevistas da Paris Review

“Logo descobriu que não podia absolutamente mais se mexer. Não se admirou com esse fato, pareceu-lhe antes pouco natural que até agora tivesse conseguido se movimentar com aquelas perninhas finas. No restante sentia-se relativamente confortável.”

 

Franz Kafka em A Metamorfose

“Apostava-se a vida no que acreditávamos ser maior que a nossa própria vida. Encher de sentido o tempo era, então, mais urgente pois tão passageiro, urgência de marcar o mundo com nossa existência, mesmo que arriscando-nos a torná-la ainda mais breve.”

 

Maria Valéria Rezende em Outros Cantos

Posts mais antigos

© 2017 Achados & Lidos

Desenvolvido por Stephany TiveronInício ↑