Lista da semana (página 2 de 14)

Quem não ama uma lista? Toda semana, vamos organizar em tópicos curiosidades ou novidades literárias que você não pode deixar passar.

[Lista] 5 autores de um livro só

Dá para ser um autor mundialmente reconhecido tendo escrito apenas uma obra relevante? É claro que dá! Nesta semana, selecionamos cinco escritores que publicaram apenas um livro reconhecido por leitores e críticos. Alguns até que tentaram se aventurar por outros títulos e formatos, mas não tem jeito: serão sempre lembrados por uma única obra, que os alçou à fama!

Quer saber quem são? Veja a lista completa abaixo!

Leia mais

[Lista] 18 seleções para uma Copa do Mundo literária

Seguimos em clima de Copa do Mundo no Achados & Lidos! Os times que disputam a competição neste ano foram a inspiração para esta lista. Resolvi montar uma seleção de autores que poderiam muito bem representar seus países em uma copa literária. Algumas equipes ficaram desfalcadas, por isso conto com você para completar essa convocação!

Rússia: montar uma seleção russa de escritores é tarefa quase tão difícil quanto foi convocar a seleção brasileira de futebol de 70. Sobram craques. Mas, já que temos que escolher um representante, não tem como deixar de fora o maior deles: Fiódor Dostoiévski. Autor de clássicos, como Crime e Castigo e Os Irmãos Karamázov, Dostoiévski alcança, com sua escrita, os meandros mais recônditos da alma humana, além de fazer um retrato insubstituível da sociedade russa do século XIX. Quer mais motivos para ler Dostô? Veja esta outra lista.

Brasil: tem como pensar em outro nome que não o de Machado de Assis? Criador de personagens emblemáticos da literatura mundial, como Bentinho, Capitu, Brás Cubas e Simão Bacamarte, a obra desse gênio se caracteriza por um texto primoroso, pelo vanguardismo narrativo e pela ironia fina. Ainda não se convenceu? Leia este post.

Irã: não conhecia nenhum representante da literatura iraniana até que um dos kits da TAG trouxe a autora integrante da diáspora iraniana, Bahiyyih Nakhjavani. Ainda não li o livro, intitulado O Alforje, mas estou curiosa para conhecer mais sobre a cultura e história desse país. 

Japão: não conheço muito a literatura oriental, então não fugirei do clichê Haruki Murakami. Ele, que há tempos é cotado para um Nobel, ainda não conquistou o feito e, no último ano, viu seu compatriota, o nipo-britânico Kazuo Ishiguro ser laureado (temos resenha aqui). Confesso que não sou leitora fervorosa de nenhum dos dois… Aceito sugestões para melhorar meu conhecimento da literatura japonesa!

México: um dos livros contemporâneos mais interessantes que li nos últimos tempos foi A História dos Meus Dentes, da jovem e talentosa mexicana Valeria Luiselli. Ficou curioso? Saiba mais nesta resenha.

Leia mais

[Lista] 11 autores latino-americanos que formam uma verdadeira seleção

A estreia do Brasil na Copa do Mundo de 2018 não foi exatamente o que esperávamos, mas a torcida do Achados & Lidos não desanima. Selecionamos 11 grandes autores latino-americanos que com certeza formam a seleção com a qual todo viciado em literatura sempre sonhou!

Esquecemos alguém? Não deixe de comentar aqui quais craques literários você não deixaria no banco!

O convite para essa lista partiu da Calle 2, revista digital que propõem um novo olhar sobre a América Latina. Para jogar junto com a nossa lista, indicamos essa seleção de escritoras latino-americanas que você também precisa conhecer! Acesse aqui!

Leia mais

[Lista] 5 livros para viajar à Rússia

Estamos a quase 15 dias da Copa do Mundo da Rússia! Esse país de dimensões continentais estará, mais do que nunca, sob os holofotes. Embora a expectativa seja ver todo burburinho de perto, a realidade que nos resta é acompanhar tudo do sofá de casa mesmo, rs. Aos jogos, podemos assistir pela televisão. E o turismo?! Bem, esse podemos dar um jeitinho com a literatura! Separamos cinco livros, para você mergulhar na cultura russa e viajar sem sair de casa.

1. A Dama do Cachorrinho e outros contos: gosta de narrativas curtas? Então, vamos começar com um dos maiores contistas de todos os tempos: o russo Anton Pavlovitch Tchekhov.

Com textos breves e sugestivos, que exploram com habilidade os silêncios, Tchekhov traz para ficção os raros instantes extraordinários da vida comum. Seus personagens, em sua maioria, carregam o desencanto que é estar no mundo. A partir de episódios aparentemente banais, em que o não-dito predomina, suas histórias lançam um olhar crítico sobre o comportamento humano.

Um bom exemplo é o conto Um Conhecido. Nessa narrativa de menos de cinco páginas, a “encantadora Vanda”, uma dançarina de clubes noturnos, se vê em situação de penúria, doente e na miséria. Ela decide, então, procurar um dos seus antigos clientes para emprestar-lhe dinheiro. O “conhecido” não apenas não a reconhece como ainda a trata com desdém:

Saindo para a rua, sentiu uma vergonha ainda maior que antes, mas não era mais da pobreza que se envergonhava. Não reparava mais em que não estava usando chapéu alto e casaquinho da moda. Caminhou pela rua, cuspindo sangue, e cada cusparada vermelha falava-lhe de sua vida, uma vida má, difícil, e das ofensas, que havia suportado e ainda haveria de suportar, no dia seguinte e dentro de uma semana, dentro de um ano, durante toda a vida, até a morte….

Que escrita poderosa, não? Nessa coletânea da Editora 34, estão 36 dos melhores contos de Tcheckhov, traduzidos diretamente do russo por Boris Schnaiderman.

Leia mais

[Lista] 10 livros para o desafio Histórias do Quintal

A querida Angela Alhanati, do Ao Sol No Quintal (@aosolnoquintal), nos convidou a participar de um desafio super bacana que ela está promovendo no canal dela. São 10 categorias diferentes que mostram livros que nos fizeram rir, chorar, que marcaram nossa adolescência e nossa vida.

Ao escolher esses títulos, acabamos também contando um pouco dos nossos gostos pessoais e de episódios que nos moldaram: afinal, nossas leituras acabam também definindo nossa personalidade.  

Esperamos que vocês gostem!

Ah, se quiserem participar, é só usar a hashtag  #historiasdoquintal e seguir as categorias abaixo. E, claro, não deixem de marcar o Achados & Lidos também!

1) Um livro triste: Vozes de Tchernóbil, de Svetlana Aleksievitch:

Quando começamos o Achados & Lidos, decidimos que o primeiro título do nosso Clube do Livro seria Vozes de Tchernóbil, da ganhadora do Prêmio Nobel de 2015.

Leia mais

Posts mais antigos Post mais recentes

© 2018 Achados & Lidos

Desenvolvido por Stephany TiveronInício ↑